Anterior Próximo
Lopes-Graça, Fernando * Integral para violino e piano e violino solo (BRUNO MONTEIRO / JOÃO PAULO SANTOS)

outras imagens do produto

Lopes-Graça, Fernando * Integral para violino e piano e violino solo (BRUNO MONTEIRO / JOÃO PAULO SANTOS)

 

Seja o primeiro a analisar este produto

Disponibilidade: Disponível

Details:

- Sonatina para violino No. 1, Op. 10, LG 96
1. I. Moderato 00:02:00
2. II. Lento non troppo 00:03:57
3. III. Scherzando 00:01:40
4. IV. Allegro ma non troppo 00:02:31

- Sonatina para violino No. 2, Op. 11, LG 97
5. I. Moderato, senza rigore 00:03:51
6. II. Grave 00:02:32
7. III. Presto 00:02:48

- Preludio, capricho e galope, Op. 33, LG 98
8. Preludio 00:02:57
9. Capricho 00:02:47
10. Galope 00:02:43

- 3 Pecas, Op. 118, LG 100
11. No. 1. Allegro molto 00:01:55
12. No. 2. Berceuse 00:01:40
13. No. 3. Danse 00:02:18

- Pequeno triptico (Small Triptych), Op. 124, LG 101
14. No. 1. Larghetto 00:03:12
15. No. 2. Vivo 00:01:15
16. No. 3. Ditirambo (Dithiramb) 00:02:08

- Preludio e fuga, Op. 137, LG 137
17. Preludio 00:02:39
18. Fuga 00:05:19

- 4 Miniaturas, Op. 218, LG 103
19. No. 1. Preludio 00:01:04
20. No. 2. Melodia 00:01:53
21. No. 3. Mandolinata 00:00:55
22. No. 4. Exercicio 00:01:10

- Esponsais, Op. 230, LG 116
23. Esponsais, Op. 230, LG 116 00:06:30

- Adagio doloroso e fantasia, Op. 242, LG 105
24. Adagio doloroso 00:03:29
25. Fantasia 00:07:15
9,90 €

Detalhes

“Quando dois discos de música por Fernando Lopes Graça (1906-93) chegam para serem revistos em simultâneo, trata-se de uma demonstração da riqueza de tudo o que está disponível em gravação. Poderoso e determinado, Lopes-Graça também irá apelar a quem gosta de desmontar uma caça ao tesouro de influências. Os fantasmas das maiores figuras das páginas assombradas do século XX, são, no entanto, transformadas pela dedicação em folclore e dança portugueses e pelo carácter distintivo do próprio compositor. O recital brilhante e urgentemente empenhado de Artur Pizarro deambulam pelas memórias de Stravinsky, Prokofiev e Bartók, Debussy e Ravel. Também Espanha é relembrada nos ritmos ferozes da Fantasia bética de Falla (o Allegro giusto da Segunda Sonata) e, todavia, todas estas influências são transmutadas para música de uma singularidade pungente. E, quer se aqueça pela forma como o final da Segunda Sonata se desvia da economia anterior para a complexidade, ou pelos variados aforismos de ‘Ao fio dos anos e das Horas’, vai ser chocado, a todo o passo, pela voz compulsiva e insistente do compositor. A Naxos concede-nos as obras completas para violino e piano e solo de violino, mais uma prova de variedade e individualidade. O Prelúdio e Fuga e os Esponsais para violino solo são cruelmente expostos e exigentes, sendo as suas dificuldades expedidas com uma segurança e eloquência infalíveis por Bruno Monteiro. A ele se junta João Paulo Santos, num resto do programa, uma parceria virtuosa na caça ao fantasma do Presto da Segunda Sonata e no Galope (Prelúdio, Capricho e Galope), onde o compositor quase chega a relaxar num jeu d’esprit, embora não sem uma corrente sarcástica. Ambos os discos estão bem gravados (o da Naxos muito de perto, apesar de isso acrescer uma sensação de premência). Declaradamente Lopes-Graça é um gosto adquirido, mas também é um compositor de integridade especial. Discos altamente bem-sucedidos, então, não apenas para os exploradores de música que estão fora dos circuitos habituais.” Por Bryce Morrison, Gramophone

Informação Adicional

Artista: Bruno Monteiro; João Paulo Santos
Intérprete: Bruno Monteiro (Violino); João Paulo Santos (Piano)
Descrição: “Quando dois discos de música por Fernando Lopes Graça (1906-93) chegam para serem revistos em simultâneo, trata-se de uma demonstração da riqueza de tudo o que está disponível em gravação. Poderoso e determinado, Lopes-Graça também irá apelar a quem gosta de desmontar uma caça ao tesouro de influências. Os fantasmas das maiores figuras das páginas assombradas do século XX, são, no entanto, transformadas pela dedicação em folclore e dança portugueses e pelo carácter distintivo do próprio compositor. O recital brilhante e urgentemente empenhado de Artur Pizarro deambulam pelas memórias de Stravinsky, Prokofiev e Bartók, Debussy e Ravel. Também Espanha é relembrada nos ritmos ferozes da Fantasia bética de Falla (o Allegro giusto da Segunda Sonata) e, todavia, todas estas influências são transmutadas para música de uma singularidade pungente. E, quer se aqueça pela forma como o final da Segunda Sonata se desvia da economia anterior para a complexidade, ou pelos variados aforismos de ‘Ao fio dos anos e das Horas’, vai ser chocado, a todo o passo, pela voz compulsiva e insistente do compositor. A Naxos concede-nos as obras completas para violino e piano e solo de violino, mais uma prova de variedade e individualidade. O Prelúdio e Fuga e os Esponsais para violino solo são cruelmente expostos e exigentes, sendo as suas dificuldades expedidas com uma segurança e eloquência infalíveis por Bruno Monteiro. A ele se junta João Paulo Santos, num resto do programa, uma parceria virtuosa na caça ao fantasma do Presto da Segunda Sonata e no Galope (Prelúdio, Capricho e Galope), onde o compositor quase chega a relaxar num jeu d’esprit, embora não sem uma corrente sarcástica. Ambos os discos estão bem gravados (o da Naxos muito de perto, apesar de isso acrescer uma sensação de premência). Declaradamente Lopes-Graça é um gosto adquirido, mas também é um compositor de integridade especial. Discos altamente bem-sucedidos, então, não apenas para os exploradores de música que estão fora dos circuitos habituais.” Por Bryce Morrison, Gramophone
Ref 970177
Formato: CD
EAN 0730099717717
Editora: NAXOS

Etiquetas de Produtos

Utilize um espaço para separar as etiquetas. Utilize aspas simples (') para frases.

Escreva a sua análise

A sua análise: Lopes-Graça, Fernando * Integral para violino e piano e violino solo (BRUNO MONTEIRO / JOÃO PAULO SANTOS)

Como classifica este produto? *

  1 estrela 2 estrelas 3 estrelas 4 estrelas 5 estrelas
Quality
Price
Value